quinta-feira, 30 de julho de 2009

O Outro

"Muitos temem pelo esquecimento, temem que aquele outro, que um dia significou algo pra você, simplesmente não lembre mais.

Mas como evitar? Essas coisas são inevitáveis...

Então, quanto mais vemos que erramos em acreditar no outro e nas coisas que não existiam, e que justamente por isso o esquecimento veio rápido, mais achamos que vamos sofrer. Balela!

Na visão de quem hoje escreve, quanto mais o outro se dá para novas pessoas, mais se entrega a vida que hoje escolhera, mais deixa claro que esqueceu, mais arrumo argumentos para o mesmo fazer.

E aquele bloqueio, aquela insegurança, o medo de ser de outra pessoa? Tudo passa, porque quando você olha pra trás, vê que o outro nem sequer lembra.

O outro vive agora a vida que sempre quis e palmas pra ele, seja ele muito feliz. Mas, porque esperar? Um dia tivemos vontade de esperar, não? Um dia depositamos toda a nossa confiança e certeza em que o tempo cuidaria de tudo. Mas quando o outro prova que tudo o que queria era o que tem hoje, nós começamos a acreditar que realmente nunca valeu a pena.

E cada coisa que você descobre, cada pessoa nova com que o outro se envolve são apenas alavancas para você seguir em frente.

Aprenda com o outro!

Apenas filtre as coisas boas. Não se perca como o outro. O outro se perdeu e quando ele se achar, ele sim será forçado a procurar uma outra.

O outro está te dando todos os motivos para você chutar o balde. E, quer saber? Chute, mas chute com classe!

Ou melhor, não chute, pegue o balde e vá derramando devagarzinho, apenas nos terrenos certos. Afinal de contas, o próximo outro jamais será chamado simplesmente de outro. Terá, com certeza, denominação melhor.

Apenas por merecimento..."


(Jacque Rodrigues)

terça-feira, 21 de julho de 2009


"Quando eu te der um sorriso tu me dá um beijo
Vai virar sua cabeça, vai perder o medo
Tá com medo de amar, é?
Tá com medo do amor, e aí?
Deixa a página virar, é?
Deixa o coração em flor se abrir

Quando eu te der um sorriso tu me dá um beijo
Tudo em você é novo
Queima de desejo
Ta com medo de amar, é?
Ta com medo do amor, e aí?
Deixa a página virar, é?
Deixa o coração em flor se abrir

Vai beijando a minha boca, tirando a roupa
Como se fosse da primeira vez
Vai rolando um sentimento, num movimento
Num carinho que a gente fez"

Medo de Amar - Forró do Muído

Muuuuuuuuuito bommm!!!!
"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda, a gente anda pra frente
E quando a gente manda, ninguém manda na gente
Na mudança de atitude não há mal que não se mude
nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro..."

sábado, 11 de julho de 2009

" Os ventos que as vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar...
por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado, pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre.
"


A Certeza te faz pegar os remos com as próprias mãos e remar, "conta as ondas do mar"... e não ter medo de virar; o barco não virará!!!

Disseram-me um dia:

"Os escândalos sempre vem,
mas malditos sejam aqueles pelos quais são trazidos"


Encerro aqui minhas observações pelo momento de recato que posteriormente não terei, (pensamentos pessoais).
"E ai daqueles pelos quais são trazidos."
"Engraçado como as pessoas agem quando pensam que você não está observando"...
Essas coisas de multiplas personalidades parecem-me tão sufocantes... quanto custa a uma pessoa ser o que é realmente? Dispendioso! Complicado de entender? Mais ainda é com cada um ter um rosto diferente, uma atitude diferente...

Bom mesmo é ser original =D

E pensar nisso relaxa quando a partir daí, reafirmamos nossa personalinade: não volúvel, não falsa, não fácil; cristã de fato, humana de fato, sincera de fato...
Por isso é tão deleitante ser Thaís.

(Thaís Leal)

segunda-feira, 6 de julho de 2009




"When you say, "I miss the things you do"
I just want to get back close again to you
But for now, your voice is near enough
How I miss you and I miss your love
And though, all the days that pass me by so slow
All the emptiness inside me flows
All around and there’s no way out
I’m just thinking so much of you
There was never any doubt

Chorus
I can wait forever
If you say you’ll be there too
I can wait forever if you will
I know it’s worth it all, to spend my life alone with you

When it looked as though my life was wrong
You took my love and gave it somewhere to belong
I’ll be here, when hope is out of sight
I just wish that I were next to you tonight
And though, I’ll be reaching for you even though
You’ll be somewhere else, my love will go
Like a bird on its way back home
I could never let you go
And I just want you to know

Chorus
I can wait forever
If you say you’ll be there too
I can wait forever if you will
I know it’s worth it all, to spend my life alone with you

Where are you now
Alone with the thoughts we share?
Keep them strong somehow
And you'll know I'll always be there"



"Somewhere over the rainbow
Way up high
There's a land that I heard of
Once in a lullaby

Somewhere over the rainbow
Skies are blue
And the dreams that you dare to dream
Really do come true

Some day I'll wish upon a star
And wake up where the clouds are far behind me
Where troubles melt like lemondrops
Away above the chimney tops
That's where you'll find me

Somewhere over the rainbow
Bluebirds fly
Birds fly over the rainbow
Why then, oh why can't I?
Some day I'll wish upon a star
And wake up where the clouds are far behind me
Where troubles melt like lemondrops
Away above the chimney tops
That's where you'll find me

Somewhere over the rainbow
Bluebirds fly
Birds fly over the rainbow
Why then, oh why can't I?

If happy little bluebirds fly
Beyond the rainbow
Why, oh why can't I?"

domingo, 5 de julho de 2009

"Ai, que felicidade!!!"

CHEGA LOGO 2010!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


=D

"Felicidade mora ao lado até segunda ordem"
"O dia mente a cor da noite
E o diamante a cor dos olhos
Os olhos mentem dia e noite a dor da gente

Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar

Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar

(...)

Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar"

(Teatro Mágico - O Anjo mais Velho)

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Obrigada...

"Obrigada!

Obrigada, Vida, pelas alegrias incomparáveis,
pelos momentos bonitos, pelo aprendizado.

Obrigada, Mãe, pelas noites em claro,
pelos puxões de orelha, pelos conselhos que me destes mesmo quando eu não queria ouvir e mesmo assim dissestes.

E eu me sentia tão grande e tão forte,
tão certa de meus sonhos que todo contrário parecia mínimo, impossível de se tornarem, de fato, obstáculos capazes de nos derrubar; que boba eu fui.

Obrigada, Jesus: Adonai;
porque de todas essas coisas, mais ainda me ensinastes,
mais ainda, em todos os momentos de maior tristeza, me segurastes nos braços
e me acalmastes.

Mesmo sem eu nada merecer."

Thaís Leal

quinta-feira, 2 de julho de 2009

"Alegria que vale é contagiante;

faz o sangue ferver a doses fortes de adrenalina

... alegria, paixão, euforia ...


O mundo ás avessas,

Sentimentos a flor da pele delicada, suada, espasmada, única...


Liberdade eterna de alma e espírito;

Comprometimento com a felicidade eterna de todos os dias e tardes e noites que ainda estão por vir tão cheios de si.


É se perder pelas notas das canções, e se achar numa frase cantada há tempos:

sabendo agora que ela e você foram predestinados a se amar, completar.


Liberdade pra dançar,

Possibilidade de voar...

E expor seu EU mais profundo que ninguém quase nunca viu.


Sorrisos e lágrimas;

medo e coragem;

Mas, sobretudo, confiança, sempre.


Viva!"



Thaís Leal